Dica da semana: PVC para isolamento térmico.

O PVC já está presente na construção civil há décadas como principal material de fabricação para tubos e conexões da rede hidráulica, mas algumas de suas características, como capacidade de isolamento térmico-acústico, impermeabilidade e durabilidade, fizeram com que ele migrasse para partes mais visíveis da casa, como portas, janelas, forros e pisos.

A arquiteta Andréa Parreira afirma que o uso do PVC nesses novos formatos ainda não é tão comum no Brasil como em outros países, onde além de portas e janelas, é usual aplicar revestimentos de PVC tanto nas paredes internas como externas das casas. Segundo ela, por aqui os forros são os itens mais populares e fáceis de se encontrar em residências, enquanto os pisos são os produtos que estão se estabelecendo no mercado nacional e começando a competir com os pisos laminados e de madeira.

O PVC é um tipo de plástico composto por 57% de cloro, obtido a partir da decomposição do cloreto de sódio (sal de cozinha), e 43% de eteno, substância derivada do petróleo. De acordo com o Instituto do PVC, entidade que reúne empresas de toda a cadeia de produção do material, os produtos fabricados a partir dessa matéria-prima têm durabilidade superior a 20 anos, em média. Outra característica é que eles podem ser 100% reciclados após o uso.

A capacidade natural do PVC de ser um isolante térmico garante uma propriedade especial aos pisos. Ao contrário das cerâmicas e dos laminados, os revestimentos de PVC não são frios, ou seja, ao contato com a pele oferecem uma sensação quente. Além disso, os produtos de PVC não propagam as chamas no caso de incêndio.

“No caso do isolamento térmico, o PVC proporciona menor troca de calor entre os diferentes ambientes, o que faz com que haja economia de energia quando se utiliza ar condicionado ou aquecedores. O som também termina por não se propagar entre os ambientes”, explica Miguel Bahiense, presidente do Instituto do PVC.

Para a arquiteta Andréa Parreira, o uso limitado de portas e janelas de PVC no Brasil se deve apenas a uma questão cultural, já que o material não é tradicional no país. Ela ressalta que o PVC oferece mais facilidade de limpeza e menor necessidade de manutenção do que os materiais tradicionais, além de ser mais leve. Miguel Bahiense ressalta que quando aplicado em portas e janelas, o material oferece vedação e estanqueidade, além de permitir a utilização de vidros duplos.

Quanto ao custo, a arquiteta e designer de interiores Myrna Porcaro menciona que as esquadrias em PVC têm preços mais baixos, pois são fabricadas com baixo consumo de energia e possuem tempo de produção mais acelerado. “No quesito estético as esquadrias em PVC não deixam nada a desejar, são resistentes as intempéries e possuem um processo de termofusão visando à união dos perfis para gerar uma uniformidade criando assim uma atmosfera sofisticada”, destaca a arquiteta.

Os revestimentos, portas e janelas de PVC podem ser ainda mais vantajosos para quem mora nas regiões litorâneas, já que o material, um tipo de plástico, é resistente à ação da maresia sem demandar medidas de manutenção como aplicação de vernizes ou produtos seladores. Na hora de instalar as esquadrias, no entanto, é preciso procurar mão de obra especializada neste tipo de produto e material.

Fonte: Site Uol – BBel – Um estilo de vida.

Anúncios